Blog

Como preparar seu filho para a volta às aulas presenciais?

Postado em 22 de fevereiro de 2021 - por codeBuddy

A volta às aulas presenciais está em curso, salva alguma exceção que possa surgir e comprometer os procedimentos de prevenção orientados pelos governos em todo o país.

Após uma drástica mudança de rotina e método no ano de 2020, quando as famílias tiveram que reaprender a viver de maneira diferente – em sua maioria trabalhando em home office e estudando a distância –, surge um novo momento: o da volta às aulas presenciais. Mas desta vez é diferente, porque as condições de convivência social estão fortemente modificadas pela pandemia, que atinge todo o mundo.

Você está preparado para o desafio de encaminhar seu filho para um ambiente externo e fora do controle preventivo familiar? Não se desespere! Este artigo traz para você excelentes orientações sobre o que fazer agora, quando pais e responsáveis dão início ao trabalho de conscientização de toda a família para essa nova realidade. Acompanhe com a gente!

O desafio é novo

Sem dúvida, todo o sistema está atento para a volta às aulas presenciais, principalmente para as relacionadas à educação infantil. Certamente as escolas estão se preparando para manter um distanciamento adequado e atender às regras de cada órgão público de educação e saúde, porém existem variáveis que merecem atenção especial.

Um bom exemplo é o fato de que os pequenos ainda não têm compreensão da gravidade da situação. As crianças são espontâneas em suas decisões, e se baseiam em seu bom senso que, por sua vez, é fundamentado na necessidade que têm de interagir com os colegas. Por conta disso, elas podem, por exemplo, trocar materiais, brinquedos, comidas etc. Enfim, será necessário um cuidado redobrado: desde a orientação em casa até o monitoramento pelos professores e demais profissionais envolvidos.

criança pintando e brincando na escola

De olho nas dicas

Algumas orientações partem dos profissionais de saúde, mas os especialistas em educação infantil também estão atentos e concordam que novos aprendizados são fundamentais para que a garotada se mantenha segura. Vamos a eles:

1. Até que tudo volte a condições seguras, é importante educar em casa, isto é, acostumar a criança a usar máscara por um tempo prolongado. Isso deve ser feito antes da volta às aulas presenciais, para que, na “hora da verdade”, a criança já esteja adaptada a essa nova realidade.

2. Hidratar-se é fundamental, e como os bebedouros das escolas estão inativos, atenção: cada pequeno deve levar a sua própria garrafa d’água para a escola. E, mais: colocar o nome na garrafa, com um esparadrapo, por exemplo, vale a pena! Assim, ninguém bebe água na garrafa do amigo, certo?

3. É necessário reforçar o aprendizado de que tudo tem a sua hora. Se há o momento de aprender e o de brincar, também existe a hora de comer. A hora da alimentação merece bastante cautela. A criança deve se acostumar a guardar em um local seguro a sua máscara, higienizar as mãos, se alimentar, preferivelmente, sentada, sem correr ou conversar muito próxima aos colegas. As gotículas de saliva não escolhem o caminho, certo? E claro, após concluir a alimentação, higienizar novamente as mãos e retornar com o uso da máscara. 

4. Os hábitos de higiene devem ser redobrados. Por exemplo, a criança deve se acostumar a lavar as mãos e passar álcool em gel, mesmo que os pais não estejam por perto. A compreensão é um ponto-chave, portanto, o diálogo sobre esse e outros pontos é o melhor caminho para o entendimento.

5. Quando dá vontade de abraçar um colega ou até mesmo beijar e conversar de forma mais próxima, é preciso ter força de vontade e conter a manifestação de carinho espontânea. Mais uma vez, só a compreensão da criança, com orientação e um pouco de treino, é capaz de minimizar esse impulso. O cumprimento com o cotovelo tem sido bem aceito pela sociedade e a garotada consegue absorver essa forma passageira de dar um “oi” para o colega.

6. Procure por publicações infantis que tenham sido produzidas para ajudar a orientar as crianças. Mesmo em casa, é possível fazer a leitura das cartilhas e, até mesmo, criar atividades lúdicas com base nesses materiais. O aprendizado por meio de brincadeiras é muito recomendado para esse tipo de educação. Você pode ler mais sobre isso em nosso artigo “Aprender brincando: o papel das atividades lúdicas no desenvolvimento infantil”, publicado em nosso blog.

Quer uma dica especial? No site do Unicef, baixe a cartilha “Turma da Mônica: como usar máscara para se proteger contra o coronavírus”. O Mauricio de Sousa preparou um material ilustrado pelos personagens da turminha do bairro do Limoeiro de acordo com as orientações do Centro de Pesquisa em Alimentos da USP.

cascão da turma da mônica com sujeira dançando

É simples, mas funciona

O médico e pesquisador em Cirurgia Pediátrica na Unicamp, Dr. Márcio Miranda, criou, com o ilustrator Fábio Oliveira, uma cartilha educativa para ajudar as crianças a se protegerem, de forma fácil e simples.

Como dicas essenciais, ele fala sobre não tocar os olhos e o nariz sem antes lavar as mãos, assim como deixar os sapatos, ao chegar da rua, do lado de fora. Não compartilhar talheres, nem copos. São dicas simples, mas que ajudam, e muito, a criançada e todos que estão ao seu redor a se protegerem.

O médico afirma, ainda, que as crianças devem receber as informações de acordo com a linguagem própria de sua idade, com desenhos e histórias, se for preciso, para ilustrar. E essa informação deve partir dos pais ou responsáveis.

E um plus, uma dica que deve ser compartilhada por todos nós: vamos evitar contato com os grupos de riscos, mas sem nos esquecermos das pessoas. Um “alô”, por voz, “como você está?”, faz toda a diferença. Fotos e vídeos também. É hora de usar as mídias para nos aproximarmos dos nossos entes e amigos queridos! <3

Essas dicas são muito importantes para você e sua família se sentirem seguros em mais este momento de aprendizado de toda a sociedade.

Então, aproveite agora para ler o artigo Por que as crianças adoram estudar na codeBuddy” e compreenda como nós, da codeBuddy, estamos sempre nos aprimorando e desenvolvendo um relacionamento de muita confiança com você e nossos alunos. 

Fique ligado em nossos artigos, publicados aqui no blog. Trazemos sempre muitas novidades e dicas bacanas. Até a próxima! 😉

Compartilhe esse texto

< Blog >

Outros artigos

6 perguntas sobre ensino de tecnologia para crianças que ouvimos sempre

6 competências que ensinamos na codeBuddy sobre segurança na internet

6 competências importantes para segurança na internet

4 coisas que você precisa saber sobre a Educação 4.0

4 coisas que você precisa saber sobre a Educação 4.0

O que é metaverso e qual a sua relação com a educação infantil?

Cultura e tecnologia: entenda essa relação e sua importância para o futuro

3 brinquedos DIY recicláveis para fazer com o que você tem em casa

10 brinquedos do Walt Disney World para jovens e crianças ultra digitais

3 séries do Disney Plus para crianças e jovens que amam tecnologia