Blog

Conheça 3 motivos que aumentam a importância da família no ensino remoto!

Postado em 22 de abril de 2021 - por codeBuddy

A pandemia do coronavírus fez com que repensássemos as nossas práticas diárias e, principalmente, o que fazer para manter serviços essenciais funcionando com toda a segurança possível. Uma atividade que é fundamental ao país, à família e à população é a educação.

Nesse sentido, o que fazer para que as crianças e adolescentes deem prosseguimento aos seus estudos durante a pandemia e qual o papel da família no ensino remoto, essa nova forma de aprender que se tornou realidade?

Primeiramente, é importante que tenhamos em mente como deve funcionar a relação família e escola, independentemente do momento vivido.

Nesse sentido, já fica aqui a nossa primeira dica: estreitar essa relação é fundamental para o pleno desenvolvimento das crianças enquanto cidadãs.

Dessa forma, quando se mantém o convívio tendo como base o respeito, o diálogo, a harmonia e o senso de coletividade, todos saem ganhando: a escola, por fazer parte do processo educacional, os pais, por saberem que têm na escola uma aliada, e os estudantes, que podem contar com ambos para o seu pleno desenvolvimento.

Agora que já demos a dica número um,  já deu pra ter uma ideia do papel da família no ensino remoto, certo? Continue com a gente para saber mais sobre o assunto! 😉

A importância da relação família e escola

Sabemos que as crianças começam a assimilar os conhecimentos por meio de ações espontâneas, a partir da sua própria experiência e interação com o mundo ao seu redor.

Por outro lado, ao entrar na escola, a criança se vê não só imersa em um novo ambiente, mas em um “novo” mundo.

 No ensino remoto, os conhecimentos passam a ser sistemáticos, ou seja, obedecem a um determinado padrão. Isso é diferente da forma como acontecia anteriormente, em que a criança aprendia por meio da experiência

Tanto a escola quanto a família representam o alicerce que vai orientar a criança em seu desenvolvimento cognitivo e pessoal nesse momento.

De forma que possam, família e escola, desenvolver cada uma o seu papel na educação dos pequenos, é preciso que ambas trabalhem juntas.

É válido ressaltar, também, que o papel da família no ensino remoto torna-se importantíssimo para que essa interação aconteça, nos dias atuais, de forma ainda mais simples e leve para a criança e o adolescente.

Entenda por quê! 👇

1 – Melhoria no acompanhamento dos estudos

Sabemos que as crianças e adolescentes precisam de acompanhamento para realizar os afazeres cotidianos. Com as atividades da escola não é diferente!

No entanto, isso não cabe somente aos professores, pelo contrário. A família, aqui, desempenha um papel fundamental. 

Portanto, quando o seu filho abrir o computador para assistir a uma determinada aula, procure estar por perto. Se possível, sente-se ao lado da criança para incentivá-la. Acompanhe com ela o que está sendo dito e solicitado pelo professor e aproveite esse momento para estreitar os laços com o seu pequeno, entendendo as suas dificuldades. 

Procure também elogiar o professor que está com a criança naquele momento e o seu esforço para entregar a ela um conteúdo de qualidade, mesmo que de forma remota.

Assim, você estará se unindo à escola para proporcionar ao seu filho um melhor acompanhamento. Posteriormente, você pode (e deve!) transmitir à escola suas impressões sobre as dificuldades do seu filho, e até mesmo sobre o conteúdo que ele assimilou com mais facilidade.

2- Ampliação do esforço e do rendimento

Muitas vezes, as crianças se sentem desmotivadas em relação às atividades escolares por não terem apoio e/ou acompanhamento da família.

Assim, elas acham que estão sozinhas, sem ter com quem contar em um momento que pode ser crucial para o seu desenvolvimento.

A família, portanto, precisa ter atenção a isso e, antes de acontecer, já se autoconvidar para participar da vida acadêmica da criançada.

Os pais inclusive devem ficar de olho no calendário escolar para saber quando será a próxima reunião ou evento. Em uma época em que a internet se faz ainda mais presente no dia a dia, aproveite para se comunicar com o professor e com a escola para saber mais sobre o desempenho do seu filho.

O papel da família no ensino remoto entra como uma espécie de motivação para o aluno. Quando família e escola se unem demonstrando apoio ao pequeno, é certo que haverá um aumento da sua dedicação às tarefas escolares, o que trará um melhor rendimento.

3- Alcance de melhores resultados

Não há dúvidas de que, quando o aluno se sente motivado e vê que pode contar com o apoio da família, assim como da escola, tende a se dedicar mais aos estudos; consequentemente, alcança melhores resultados.

A família e a escola, nesse sentido, podem dialogar, pensando em novas formas de, juntos, orientarem o aluno caso ele apresente alguma dificuldade. Por exemplo, com um trabalho específico para proporcionar a fixação de um determinado conteúdo.

O professor pode pensar, também, em uma atividade lúdica, já que conta com uma ferramenta que faz parte do dia a dia dos alunos, que é a tecnologia.

Se for proposta alguma atividade que desperte a curiosidade e, ao mesmo tempo, contribua para o aprendizado do aluno, é certo que ele vai absorver o conteúdo de forma muito mais prazerosa. 

E com a família ao lado, nesse momento de ensino remoto, as chances de sucesso se ampliam, pois a criança terá o prazer de contar aos pais os resultados alcançados.

Benefícios do ensino remoto

Como podemos ver ao longo desse texto, é possível, com algumas atitudes, transformar a forma de ver o ensino remoto para que ele deixe de ser “um bicho de sete cabeças”.

Assim ele se transforma em um aliado, tanto da família quanto da escola, proporcionando um melhor relacionamento entre ambos. Este é um dos grandes aprendizados que o ensino remoto nos traz: a ampliação dos laços da família com a escola.

Além disso, a tecnologia é um recurso que já faz parte do cotidiano dessa nova geração. Por que, então, não usá-la a favor do ensino, propondo atividades remotas que sejam, ao mesmo tempo, lúdicas e educativas e que também proporcionem às crianças o aprendizado de novas habilidades, voltadas ao futuro?

O ensino remoto também estimula a autonomia infantil e contribui para o desenvolvimento da criatividade, do raciocínio lógico, da responsabilidade e da confiança.

Não cansamos de dizer que somos entusiastas do ensino de tecnologia para crianças e jovens do Brasil. Nós os preparamos para viver com segurança em uma sociedade cada vez mais conectada. 

E apostamos, é claro, em um fator motivador: aqui a garotada aprende de forma divertida, o que contribui para o desenvolvimento da sua criatividade, do senso de colaboração e para a ampliação da capacidade de resolver problemas por conta própria.

Os nossos cursos rápidos de programação, por exemplo, contribuem para o desenvolvimento de uma nova rotina para o seu filho. Graças à nossa metodologia lúdica e inovadora, nossas aulas são uma excelente opção de lazer para proporcionar aos jovens atividades educativas, mas não maçantes!

Clique aqui e faça já a diferença no futuro do seu filho! 😉

Banner curso regular codeBuddy | Papel da família no ensino remoto

Compartilhe esse texto

< Blog >

Outros artigos

6 competências que ensinamos na codeBuddy sobre segurança na internet

6 competências importantes para segurança na internet

4 coisas que você precisa saber sobre a Educação 4.0

4 coisas que você precisa saber sobre a Educação 4.0

O que é metaverso e qual a sua relação com a educação infantil?

Cultura e tecnologia: entenda essa relação e sua importância para o futuro

3 brinquedos DIY recicláveis para fazer com o que você tem em casa

10 brinquedos do Walt Disney World para jovens e crianças ultra digitais

3 séries do Disney Plus para crianças e jovens que amam tecnologia

5 jogos da Disney para crianças e jovens protagonistas